segunda-feira, 25 de junho de 2012

Soneto

O que se foi
Já não se é
O que se viveu
Lembrança será
Sonhos felizes
Luta concretizará
Algo ruim?
Tempo apagará
Felicidade se quer?
Vá buscar
Medo?
Enfrente
Desejo?
Vá atrás

O que é passado, é lembrança e o futuro não é de nosso alcance
Valer a pena?
Depende de você !


Passado

Tudo parece igual
Mais são apenas meus olhos
Ainda posso ver as pegadas pelo chão
Eu ainda posso sentir o desespero, a dor.


Eu sinto o cheiro
Me lembro
Sufoca, mais não doí
A queda foi brusca
Mais me ergui


Hoje olho pro passado
Piso nas mesmas pegadas
Sorrio
Me alegro
Venci
FELIZ !


Beije-me

Beije- me e me faça esquecer do aflito
Abrace-me e me faça crer que o mundo é envolta dos seus braços
Venha comigo, vamos nós teletransportar, pra qualquer mundo, qualquer lugar longe daqui


Me de sua mão
Quero te mostrar uma parte do mundo
Onde só as fantasias habitam


E depois de me conhecer por inteira
te peço, te obrigo
Não permita que pequenas partes minhas
Se extingam pelo caminho
Me ajude a me manter viva e colorida
Nessa rotina preta e branca e cansativa


Beije-me  pra me lembrar de como tudo é fantasia.

domingo, 24 de junho de 2012

Mais uma vez

Há certos momentos em que deixamos de acreditar
Somos fracos e dependentes...
Há certos momentos onde as lágrimas impedem de ver a luz

O mundo gira e não espera por você
Você tem que se recuperar o mais rápido possível
Ou continuar a caminhada faltando alguns pedaços

É sempre assim
É difícil tentar imaginar que tudo vai ficar bem
Mais todas as tempestades passam
O sol sempre brilha mais forte
Seu coração se recupera
E a vida ainda te espera
E você tenta ser FELIZ