quarta-feira, 8 de junho de 2011

é mais uma carta não entregue
é mais um amor escondido
escondido até de quem sente

Quando o seu sorriso
se cruza com o meu
sorrio envergonhada
sem graça

Mais logo a sua voz sai
me estremeço toda
tento não demonstrar
tento disfarçar
não te olhando diretamente nos olhos
por que meu olhar não mente

é segredo, pra sempre
viverei a te observar
a pensar em ti a todo momento
tentando encontrar o seu cheiro
que me enche de desejo

E você nunca ousara a pensar
que nos meus sonhos você esta

Um comentário:

  1. vale lembrar que a primeira pessoa nunca é eu mesma de verdade, observo situações e momentos, raramente escrevo minha vida ;)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?