segunda-feira, 7 de março de 2011

linger

dos sonhos que guardei
em pontas de estrelas cadentes
Dos desejos secretos
que implorei chorando mansinho
Lembro da borboleta
da qual você deu meu nome
nada seria tão impossível
quanto aquele final feliz
sussuros de promessas eternas
as palavras doces que escondia
Toda a vida que o seu eu te amo trazia
hoje esta aqui
junto a mim
fazendo LUZ



Um comentário:

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?