segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

devaneios !

a liberdade
que nunca se conquista
a prece do dia a dia
para das algemas um simples libertar

os seus olhos
doce olhar
não me permita voltar
por esse caminho que nunca segui
Não mate a curiosidade
que vive na minha ilusão

se o vento me beijar novamente
os segredos saíram da areia
Os pássaros vão comemorar
nossa alegria
de simplesmente estar
estar com os braços dados com o infinito

2 comentários:

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?