quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

menina

menina
seus sonhos
foram escritos em folhas de papel
seu destino 
não se vê em bola de cristal
e seu amor
é limitado a um circulo no dedo

vou te contar mais um segredo
seu olhos 
sei que falta algo
há um vazio
preenchido no frio
seu sorriso
me traz sempre um doce 
arrepio

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

então

eu fecho meus olhos
tente respirar
Liberta
não que algo me prenda
mais na minha mente
as coisas que tinha que fazer e não fiz
me assombram demais

algo me rege
nada mais me persegue
tento pensar sempre em algo melhor
tento sempre ser melhor
mesmo tento simples ambições
pois meu sonhos
alimento-os dia a dia com ilusões

e será assim
preces e orações
momentos reais  ou meras ilusões
a vida segue
e o que me rege 

é o amor !!

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

mudançass

Peço perdão pelo abandono do blog
e que ando muito mais muito ocupada
Geralmente essas épocas do ano pede isso neh
mais com o tempo eu volto a rotina normal do blog....
e vamos ao post de hoje


Tudo que um dia fugiu das minhas mãos
Todos os meus sonhos
as minhas doces ilusões
Nada perde o sentido afinal
Nessa vida, a lei que rege tudo
é a mudança
Não estou aqui pra dizer
que tudo que passei não valeu a pena
mais, o que seria de um bom poeta sem a arte de lidar com a dor

ao mesmo tempo
que tudo se acalma
Em um instante tudo se revive
mais com intensidade fraca
frequência vazia

Tudo muda afinal
os caminhos
Jamais se cruzam
se o destino não quiser !

Mais uma vez
Um ano se parte
Novos sonhos
Novos caminhas
Pra mim uma nova etapa
pois 18 anos
é um novo começo não é?

Um brinde a esse ano
tão maravilhoso
tão gostoso
que tive o privilegio de ter !

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Devaneios (1)

se eu começar
querendo mais do que posso
O inicio seria banal
Pois se deve saber ate onde pode ir

Se eu buscar as estrelas
Meus sonhos serão mágicos
E terei mais para te dar

Espero a simplicidade
Nada mais
Eu quero sempre a verdade
E crescer sem deixar ninguém pra trás 

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

...

as minhas lembranças
estão guardadas
As minhas juras eternizadas
E um passado ruim apagado

Talvez se livrar de tudo aquilo
que já esta velho e sem utilidade
Não seja tão ruim

Talvez eu precisasse mesmo
De um grande empurrão
Pra perceber que eu cresci
E que certas coisas tem que ser deixadas pra trás

Bem, estou melhor
Olho pra tudo e dou risada
Relembrar certas historias  com pessoas inesquecíveis
É simplesmente demais

E algo que vou guardar
É tudo o que tenho aqui
meus amigos, minha vida
Meus amores e minha família

e a saudade eterna vai ecoar sempre na memoria

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Cigana Shakira tradução





nem tem haver a musica comigo neeh 



Partiu meu coração na estrada
Passei fins de semana costurando as partes de volta
Lápis e bonecas passaram por mim
Caminhar fica muito chato quando você aprende a voar

Não é o tipo que volta pra casa
Tire a blusa e quem sabe o que você pode encontrar
Não vou confessar todos os meus pecados
Você pode apostar tudo tentando, mas você não pode ganhar sempre

(REFRÃO)
Porque eu sou uma cigana, você vem comigo?
Eu poderia roubar suas roupas e usá-las se elas servissem em mim
Nunca fiz acordos, exatamente como um cigano
E eu não vou recuar porque a vida já me mordeu
E eu não vou chorar, sou jovem demais para morrer se você for desistir de mim
Porque eu sou uma cigana

Eu não posso esconder o que fiz
Cicatrizes me lembram o quão longe que eu vim
A quem possa interessar
Só corra com uma tesoura quando você quiser se machucar

(REFRÃO)
Porque eu sou uma cigana, você vem comigo?
Eu poderia roubar suas roupas e usá-las se elas servissem em mim
Nunca fiz acordos, exatamente como um cigano
E eu não vou recuar porque a vida já me mordeu
E eu não vou chorar, sou jovem demais para morrer se você for desistir de mim
Porque eu sou uma cigana

E eu digo
Ei você, você não é tolo. Se você diz que não
Não é assim que a vida acontece
As pessoas temem o que eles não sabem
Venha para o passeio
Venha para o passeio

(REFRÃO)
Porque eu sou uma cigana, você vem comigo?
Eu poderia roubar suas roupas e usá-las se elas servissem em mim
Nunca fiz acordos, exatamente como um cigano
E eu não vou recuar porque a vida já me mordeu
E eu não vou chorar, sou jovem demais para morrer se você for desistir de mim
Porque eu sou uma cigana

quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Estou pronta pra recomeçar
Pronta pra seguir
Mesmo sem saber pra onde ir
E todo esse tempo em que passei
Buscando coisas sem sentido
Não me fizeram bem algum

E é por isso que vou canalisar em outras coisas
Meu destino
O meu Caminho
Ha um eco
Perdido
Vazio
Em corações
Que um dia se uniram

Mais o tempo passa
E hoje ao olhar pra tras
Me sinto Liberta
Tão liberta
Que posso ate voltar
Voltar
Pra onde eu comecei