quinta-feira, 28 de outubro de 2010

uma por vez

Libertando assim
Uma por vez
Lá se vão os medos
Lá se vão os receios
Estão todos a voar

Cada um, uma ilusão
Tudo é um pouco de um tanto
As cores, as flores
Me levam para o horizonte

Posso me sentir viva
Não preciso que você faça
Aconteça o que for
No final estarei precisando de mim mesma

Ilusão por coração
Voar sem lembrar
Um dia tudo isso foi bom
Mais hoje as marcas não me deixam lembrar !

2 comentários:

  1. Uauau, um poema complexo, fez o titio pensar, analizar, refletir, se penso, logo, existo, então foi bom pq existir é o maior barato da vida, pra vc minha linda poetiza bjos, bjos e bjosssssssssssssssssssss

    ResponderExcluir
  2. Grande verdade: No final estarei precisando de mim mesma :)

    Grande poeta !

    =D

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?