terça-feira, 12 de outubro de 2010

estrada

Não há nada nessa estrada que eu não possa levar
Não há sorrisos o bastante para desperdiçar
Descruze os braços
Reveja seus  sonhos 
E corra para amar
Por que nos seus olhos eu vejo uma vontade
E há tanta saudade
que é impossível de curar

Um comentário:

  1. reveja seus sonhos e corra para amar...Bruninha vc foi show, esbanjou criatividade no poemeto, pqueno, mas deu um recado muiiito legal, como diz o gaúcho, _ muito tri guria, achei q vc esteve assim com preguicinha natural das poetizas, então decidiu compor um poemeto pra blogar alguma coisa e não é q superou as expectativas, adorei o tio leu, releu e trileu uauauau legal andar por aqui e deixar pra vc minha linda bjos, bjos e bjossssssssssssss

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?