terça-feira, 14 de setembro de 2010

Ironia

Há tanta esperança guardada
e que não tem hora para ser usada
Afinal o que seria do mundo
Sem otimismo, sem bondade ?

Quero ir além
Dessa ironia humanitária
Quero mostrar minha verdadeira face
Não me esconder atrás de borrados

Quero mostrar o meu dom
Trazer alegrias a corações
Quero fazer o bem
Ou ao menos a minha parte
Pois nessa incrível sátira
Ser real e de extrema importância ! 

2 comentários:

  1. Obrigado pela sua visita, o tio fica assim...todo bobo qdo vc vai lá em casa. É mto bom andar por aquim seu poema é leve, é distraído, descomprtometido, desce nas entranhas e fala na alma. Pra vc bjos, bjos e bjossssssssss

    ResponderExcluir
  2. pois é bru, o mundo está tão perdido que chegamos ao ponto de que temos que esconder quem somos. ao ponto de que quem ama e quer fazer o bem é tachado de maluco pelos que só pensam no dinheiro e no falso progresso.

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?