sábado, 28 de agosto de 2010

Mãos vazias

De nós só sobrou incertezas e uma porta aberta;
Sai de mãos vazias, cara limpa e uma carta;
Em que você deixou seu nome quando ainda existia;


Joguei na mala medos, sonhos e esperanças;
Palavras soltas, ironias presas na garganta;
A indiferença me fazia acreditar que já era hora;
E agora?? Agora eu quero te contar essa canção;


Você foi, o melhor e o pior do que eu tive;
Será que um pouco de amor ainda existe;
E agora?? Eu quero descobrir tudo que existe;
Lá fora..


Dispenso os preconceitos, caras, bocas, jeitos de sentar;
Pode guardar os medos, meus defeitos não te afetam mais;
Pode tirar a fantasia, tudo aquilo que te esconda;
Te manda, o que eu penso à teu respeito agora tanto faz;


3 comentários:

  1. não sei pq mas tenho medo dessas tuas palavras tão profundas só te conhecendo pra saber viw

    lindo bjo

    ^^

    ResponderExcluir
  2. Lindas palavras
    Adorei o post parabéns

    :)
    Te desejo uma linda noite
    Beijos na alma!
    "Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda."
    (Carl Gustav Jung)

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?