terça-feira, 24 de agosto de 2010

egocentrismo

Não me tirem desse mundo
Pois é estou tão feliz
Nada mais esta confuso
Hoje sou dona do meu nariz
Cresci, precisei de tombos
Mais, aqui estou eu
Pronta para lutar
A menininha da franja cresceu
Apesar hoje ela nem usa mais
Voltar ao que foi jamais
Um coração tão grande
Uma mente intelectual
Sente a todo instante
E se esquece do que é real


Um comentário:

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?