terça-feira, 3 de agosto de 2010

Devaneios (1)


Não dá para imaginar
Tudo o que mais precisa
Longe de seus braços

Creio que saio do meu compasso
Só pra ficar com aquele que me faz bem
O amor não tem momento
Não se explica o por que acontece
Só sei que nunca se esquece
O coração que se encaixa ao teu

Longe esta o meu do seu
Nossos corpos estão a quilômetros
Mais o meu pensamento voa
Sem medo 
E sem segredo
Querendo só o seu 
Pra criar o nosso enredo

Vou voar com você
Quero sentar na Lua
Com as mãos juntas as suas
Queria não viver de sonhos
Quero te ver sempre risonho
Sem preocupação e receios

Mais te peço
Aguente
Meu coração pertence ao seu
Num entrelace perfeito
Estarei sempre com você
Te amando, te aguentando (risos)
PRA SEMPRE

3 comentários:

  1. Nada como a alegria do reencontro. Não tem nada que dê mais satisfação e bem estar.
    Pra quem ama nem tem distância...
    lindo poema.

    ResponderExcluir
  2. Estava certo aquele que disse que o amor nos dá asas. Bem, e digo mais: o amor nos dá asas e até inclui a lua em nosso roteiro de viajem. (sorrio com carinho, Bruna.

    Entre o sonho e a realidade eu prefiro a realidade que me permita sonhar. Conheça o http://jefhcardoso.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?