terça-feira, 4 de maio de 2010

Conformidade !


Ouço a chuva, cujos pingos me batem na janela, perco o fôlego de tanto rir por lembrar que um dia já derrubei tantas lágrimas por uma coisa INÚTIL.
E que fizeram eu perder as esperanças de crer que todo o mal fosse passar.
Mais hoje a minha tempestade se foi, e também não há mais vendas no meus olhos, posso enxergar tudo que um dia me neguei a enxergar.
De tudo o que eu sofri serviu para eu me tornar bem mais forte, hoje quase nada me abala, tenho mais esperanças.
Hoje sinto que voltei a ser aquela que achava que não existia mais.
Hoje não tenho mais nenhum fantasma e descobri a felicidade.

2 comentários:

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?