quarta-feira, 14 de abril de 2010


Tente ver no meu olhar...
A intensidade de um brilho único
Se conseguires enxergar...
verás meu verdadeiro eu
Tocaras na minha face, sentiras o meu perfume
Sem receio de me ver partir de novo
Sinta o meu sorriso...
Seja capaz de saber se é sincero
Tente descobrir os meus misterios
Que dai então verás minha fragilidade
E sentiras que te pertenço, e que não poderia partir
Enxergue os meus gestos
Minhas gesticulações, meu modo de sorrir
Saiba que ninguém no mundo
É bom o bastante para me descobrir
Mais você pode me fazer feliz
E não posso encontrar ninguém como você
E já que descobrisse tudo
Descubra o quanto eu te pertenço
Me devore por completa
Me mostre a vida e também me corrija
Quando teimo em não saber o que é amar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por comentar
volta mais uma vez voolta?